Além de celebrar a fotografia de Fine Art, o concurso tem a missão de revelar os melhores fotógrafos emergentes.

Arte nasce da paixão. A fotografia de Fine Art é um instrumento perfeito que permite uma pessoa comunicar e partilhar a sua visão ao mundo. É o resultado de profunda sensibilidade do autor, uma necessidade de expressar sentimentos através da imagem, uma vista única sobre a realidade circundante. Ela pode ser espontânea, mas também pode ser consciente e deliberado manifesto. FAPA está à procura de fotos nascidas da paixão – a sua paixão.

O parágrafo acima resume bem a ideia do FAPA – Fine Art Photography Awards que tem a missão de celebrar a fotografia Fine Art e descobrir talentos emergentes em todo mundo.

Paepalanthus Galactic: a premiada imagem de Marcio Cabral conquista 3º Lugar no FAPA 2015

Em 2015, em seu primeiro concurso, o FAPA recebeu cerca de 3.000 inscrições de mais de 77 países ao redor do mundo, amadores e profissionais. Os vencedores foram selecionados pelo aclamado painel internacional de juízes, incluindo: Huang Qingjun, Carolyn Guild, Klaus Kampert, Pini Hamou, Rupert Vandervell, Pongsatorn Sukhum, Kilian Schönberger Peter Kool, Lara Zankoul e GMB Akash.

O fotógrafo brasileiro Marcio Cabral também participou do concurso da FAPA e conquistou o 3º Lugar na Categoria Night Photography com a imagem Paepalanthus Galactic. Este é o quinto prêmio que essa imagem conquista em menos de 1 ano desde que foi produzida na Chapada dos Veadeiros, Alto Paraíso de Goiás/GO. Os outros prêmios foram Gold no PX3 Prix de la Photographie Paris 2015, 2º no Epson Panoawards, 6º no Loupe Awards e top finalista no Sony WPO, o maior concurso de fotografias do mundo.

Tempestade elétrica em Salar de Uyuni, de Marcio Cabral: Menção Honrosa no FAPA 2015

Marcio Cabral recebeu, também, Menção Honrosa na Categoria Landscape / Seascape com a imagem com a imagem da uma tempestade elétrica feita no por do sol em Salar de Uyuni (maior planície de sal do mundo, localizada na Bolívia).