O fotógrafo brasileiro foi o Overall Winner da competição com a imagem intitulada Cerrado Sunrise feita na Chapada dos Veadeiros (Goiás, Brasil).

Nesta sexta-feira, dia 9 de fevereiro, o IGPOTY – Internacional Garden Photographer of the Year divulga as imagens vencedoras da sua 11ª edição.

Versão dos chuveirinhos em preto e branco: 3º lugar na Categoria Black & White | © Marcio Cabral

Dividida em 15 categorias distintas, o IGPOTY é a principal competição e exposição do mundo especializada em fotografia de Plantas e Jardins. Seu corpo de 12 jurados muda todo ano e é formado por fotógrafos especialistas em botânica, editores, botânicos e curadores de arte.

Além de concorrer a vários prêmios – incluindo os de categoria e especiais -, os vencedores de cada categoria concorrem ao Overall Winner, ou seja, o título de Internacional Garden Photographer of the Year, cuja premiação é de 7500 libras esterlinas em dinheiro. Além disso, a fotografia vencedora terá destaque na exposição e no livro anual da competição, com extensa cobertura da imprensa.

O fotógrafo com o melhor portfólio composto por 6 imagens temáticas de uma das principais categorias é premiado com a The Royal Photography Society Gold Medal e mais 2000 libras esterlinas em dinheiro.

As imagens vencedoras das categorias principais, as dos portfólios e as dos prêmios especiais serão expostas no evento de inauguração da exposição principal no Royal Botanic Gardens em Kew (Richmond, London, United Kingdom) de 10 de fevereiro a 11 de março de 2018.

Exposições paralelas estão sendo realizadas e programadas durante o ano na Europa e em vários locais do Reino Unido, como no Aiete Cultural Centre, em Donostia (San Sebastián, España). As exposições têm como objetivo ampliar a compreensão do mundo natural e inspirá-lo a ver nosso planeta verde com renovada beleza e importância. Estão sendo expostas imagens de todo o Reino Unido e de países em todo o mundo, tais como: Irlanda, EUA, Alemanha, Dinamarca, Croácia, Brasil, Canadá, Nova Zelândia, Austrália, Taiwan, China, Singapura, Tailândia e Indonésia.

Cerrado Sunrise, fotografada na Chapada dos Veadeiros (Goiás, Brasil), é a grande campeã do IGPOTY | © Marcio Cabral

Marcio Cabral é o grande vencedor do 11º IGPOTY

O fotógrafo brasileiro Marcio Cabral foi o Primeiro Lugar na Categoria Wildflower Landscapes, o que o credenciou a concorrer e ganhar o Overall Winner dessa edição da competição com a imagem Cerrado Sunrise clicada no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (Alto Paraíso de Goiás/GO, Brasil). É a primeira vez que um brasileiro vence esta competição. Além do principal prêmio, Cabral ganhou o terceiro lugar na Categoria Black & White e foi finalista na Categoria Trees, Woods & Forests.

Os jurados disseram que “Marcio capturou uma visão espetacular da vida vegetal no cerrado, exibindo as belas flores de Paepalanthus chiquitensis, estendendo-se em inúmeros filamentos para a primeira luz do sol nascente. É artística e tecnicamente brilhante, implantando excelente uso e compreensão do equipamento, processos pós-captura, cor e exposição. Tem a capacidade de nos fazer sentir renovados e maravilhados, como se experimentássemos a vida vegetal neste planeta pela primeira vez. À medida que os ecossistemas, como o cerrado brasileiro, estão sob ameaça, esta imagem nos obriga a documentar, compreender e proteger nossas paisagens vulneráveis, com uma paixão ainda maior“.

Além de possuir pontos de acesso interessantes para discutir a conservação na América do Sul, a imagem é tecnicamente brilhante, mostrando excelente controle de contraste e exposição com uma composição impecável. Os juízes sentiram uma conexão real com a imagem dos filamentos e cabeças de flores sem fim que se estendiam até o horizonte.

A escala e o impacto de sua presença aumentaram a sensação de intemporalidade. Esse sentimento faz eco do fato de que conservar e viver em harmonia com plantas e natureza é um processo que não possui um ponto final. “Devemos continuar a levar esse sentimento até o futuro, aonde quer que vamos“, concluíram os jurados.

A flor Paepalanthus é a favorita de Cabral, que a fotografa a mais de uma década. As fotografias feitas desta planta já renderam dezenas de prêmios em todo o mundo ao fotógrafo brasiliense, incluindo três títulos absolutos. O amor de Marcio pelo Cerrado possui um forte significado botânico e suas imagens dessa flor promovem mundialmente o ecossistema brasileiro. “As plantas individuais são encontradas com flores e frutas ao longo do ano, especialmente após a estação chuvosa. As flores são polinizadas por besouros, vespas e moscas. Uma vez que a planta reproduziu ou estabeleceu semente, ela morre“, disse a Profª Ana Maria Giulietti, especialista em Paepalanthus e associada da equipe das Américas do Departamento de Identificação e da Kew Gardens.

Com grandes populações e uma ampla distribuição geográfica, a Paepalanthus chiquitensis não está ameaçada de extinção. No entanto, o avanço acelerado das monoculturas no cerrado causa preocupação para o futuro.

Sucupira: Finalista na Categoria Trees, Woods & Forests | © Marcio Cabral

Repercussão na imprensa

O prêmio conquistado por Marcio Cabral repercutiu na imprensa nacional e internacional:

O Globo: clique aqui.
BBC: clique aqui.
The Telegraph: clique aqui.